Descrição

Solidão e loucura alinham-se numa verdadeira metáfora da vida. Recontar a própria vida. Reviver conquistas e derrotas. Lamentar-se de algo que já aconteceu. Quem nunca se deparou assim em algum momento da vida? É esse um dos dramas da personagem desse livro: tentar recontar a própria vida. Mas esse caminho é cheio de curvas e acidentes. Palavras estão a todo vapor povoando
mistérios, realidade e pseudorrealidade. Nesse contexto, pra viver é necessário contemplar a tragédia da vida envolto em elementos da natureza. Nessa trama, sonhos e realidade não dividem fronteiras: estão um do lado do outro, ou como podemos dizer, são e estão inseparáveis.

Reviews

Reviews

Ainda não existem reviews publicados.

Seja o primeiro a avaliar “Psicodrama 2.8”