Description

O cearense foi o trabalhador que mais procurou os seringais acreanos, seguido de pessoas dos Estados do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Pernam­buco. Os cearenses preferiram o Acre devido as ricas seringueiras existentes naquela região, que continham um “látex” (leite) de ótima qualidade e principalmente por possuir gran­des áreas de seringais desocupados.

Os seringueiros nordestinos no Acre sofre­ram todo tipo de violência para instalarem-se na floresta acreana. Enfrentaram a ganância dos seringalistas, a malária e os animais ferozes.

Reviews

Reviews

There are no reviews yet.

Be the first to review “Acre: um estado em construção e descontinuidades”