Altas habilidades superdotação em crianças e adolescentes negras Voltar

Altas habilidades superdotação em crianças e adolescentes negras
De R$ 64,90 Por R$ 58,90

Cristina Lucia Silva dos Santos Moraes

Autor:

Cristina Lucia Silva dos Santos Moraes sobre o autor

Caracteristicas do Livro:

ISBN: 978-85-518-2020-9

Páginas: 118

Ano de publicação: 2019

Tamanho do livro: 14x21

Descrição do Livro:

O presente estudo investigou as altas habilidades/superdotação em crianças e adolescentes negros da Escola Municipal Dr. Lauro Travassos na Caputera, Angra dos Reis, RJ. Para tanto, aplicaram-se os seguintes instrumentos padronizados: Teste das Matrizes Progressivas de Raven (2004) e as Escalas de Renzulli, Escala para la Valoración de las Características de Comportamiento de los Estudiantes Superiores (2001). Dos 156 alunos matriculados, 89 foram avaliados usando como critério a autorização dos pais para que seus filhos participassem da pesquisa. Dos 89 estudantes pesquisados, 71 são negros, 1 é indígena (guarani) e 17 são brancos. Os resultados mostraram que, dos pesquisados 9%, são superdotados (IS), que chamamos de Intelectualmente Superior e, desses, 6,7% são negros e 2,3% são brancos. No total de 71 negros pesquisados, encontramos 11% talentosos (MS), que denominamos Média Superior, 32% ficaram na média (MD), 8,9% estão na média inferior (MI) e 20% (ID) Intelectualmente deficiente. Conclui-se que essa escola precisa de um programa que atenda aos superdotados como garante a legislação, “o atendimento diferenciado aos alunos com altas habilidades/ superdotação” (capítulo V da Lei 9.394/96). Sugere-se que, além de programações para atender aos alunos com altas habilidades/superdotação, tenha-se também um programa para atender aos talentosos com proposta de Enriquecimento de Renzulli, que, potencializadas suas habilidades, poderão alcançar o patamar dos superdotados. Para essa escola de maioria negra, a aplicação da Lei 11.645/08, que torna obrigatória o ensino da História da África e do negro no Brasil, tem um significado muito maior, pois ela terá uma educação voltada para as questões étnicas-raciais para que os negros com altas habilidades/superdotação possam desenvolver suas potencialidades.